Deolindo Amorin

DEOLINDO AMORIM (1908-1984)

 

Deolindo Amorim, baiano, foi jornalista, escritor, sociólogo e espírita.  De religião católica, em certa época professou também o protestantismo, mas integrando-se por volta de 1932, em reuniões do C. E. Jorge Niemeyer, no Espiritismo, serviu com inexcedível dedicação, com total fidelidade a Allan Kardec, tornando-se ao longo dos anos um intérprete fiel da Doutrina Consoladora. Deolindo Amorim foi um intelectual que se dedicou ao Espiritismo, que assimilou a Doutrina integrando-se na mundividência espírita.

Expositor hábil, lúcido e convincente, proferiu inúmeras palestras e conferências, uma delas sobre o "Suicídio à Luz do Espiritismo" no Instituto Pinel (Hospital de Doentes Mentais), da Universidade do Brasil, levando, assim, as idéias espíritas ao ambiente universitário não-espírita. Estampou colaboração constante em diversos órgãos do Brasil e do exterior, tendo sido também redator de Mundo Espírita (antigamente no Rio e posteriormente transferido para o Paraná) e de Estudos Psíquicos, revista que se edita em Lisboa (Portugal).

Alguns títulos de seus livros:

Africanismo e Espiritismo (com uma edição na Argentina), O Espiritismo e os Problemas Humanos(com uma edição na Argentina), Espiritismo à Luz da Crítica, O Espiritismo e as Doutrinas Espiritualista. (MARTINS, 1989)

 

 

Druckversion Druckversion | Sitemap
© 2015 Spiritistische Gruppe Livia Lentulus